Conheça algumas ferramentas para um bom planejamento diário

Uma empresa bem organizada é uma empresa mais produtiva. Isso vale tanto para a organização dos materiais e processos quanto para a forma como os seus colaboradores organizam o seu tempo durante a jornada de trabalho – e é sobre este segundo ponto que falaremos neste post. 

O tempo é um dos recursos mais valiosos da organização. Por isso, quando ele é bem administrado, são muitos os benefícios para o negócio: há mais qualidade nos projetos desenvolvidos e os clientes são atendidos com mais rapidez, por exemplo. 

A sua empresa já aproveita bem este importante ativo? Os seus colaboradores contam com ferramentas que ajudam na organização e no planejamento diário? Conheça quais ferramentas são estas e saiba o porquê elas são essenciais para o crescimento do seu negócio.

A importância de um planejamento diário bem feito

Quando as horas dos seus funcionários são bem planejadas, elas são mais bem aproveitadas. Isso é importante para evitar desperdício de tempo com tarefas menos importantes e funcionários com tempo ocioso durante a jornada de trabalho. 

Um bom planejamento diário garante que as prioridades dos colaboradores estejam bem definidas: dessa forma, eles sabem por quais tarefas começar o dia de trabalho e quanto tempo podem gastar com cada atividade. Com ele, você também garante que não fiquem tarefas pendentes, algo que pode prejudicar toda a sua linha de produção. 

Motivar os seus funcionários para que eles organizem melhor a rotina de trabalho é uma forma de promover a produtividade dentro da empresa e de aumentar a qualidade e quantidade de trabalho desenvolvido – sem ser necessário ter equipes de trabalho maiores para isso. 

5 ferramentas essenciais para o planejamento diário de trabalho 

1. Agendas

As agendas são materiais personalizados de papelaria para  o planejamento diário e tarefas. Com elas, os seus funcionários conseguem anotar os compromissos do dia e não esquecem de reuniões importantes ou de entrar em contato com um cliente no dia combinado. A agenda pode ser consultada sempre que necessário e pode ser levada para qualquer lugar com facilidade. É, portanto, uma excelente ferramenta para o planejamento diário. 

2. E-mail

Outro exemplo de ferramenta importante na organização da rotina de trabalho é o e-mail. Esta é uma ferramenta de comunicação que ainda tem bastante força no universo corporativo. Com ele, os seus funcionários podem trocar mensagens importantes, avisar os colegas sobre o andamento de um trabalho e organizar reuniões – plataformas de e-mail modernas permitem que sejam enviados convites, que podem ser aceitos ou recusados, o que facilita o planejamento destes encontros.

3. Cadernos

Cadernos são excelentes materiais personalizados para distribuir entre os seus clientes e parceiros de negócio. Também é uma ótima ideia distribuí-los entre o seu público interno, ou seja, os seus colaboradores. Nesse caso, esses materiais personalizados cumprem dois papéis principais: o de fortalecer a imagem da empresa internamente e o de oferecer uma boa ferramenta de planejamento diário para os funcionários. 

Os cadernos podem ser usados para fazer anotações importantes durante a execução de tarefas e para organizar as ideias que serão discutidas durante uma reunião, por exemplo. 

4. Calendários

Calendários também são itens de papelaria básicos que servem como apoio para que os seus colaboradores possam planejar a rotina de trabalho. Feitos para ficarem sobre a mesa, eles fornecem informações como: dias da semana em que haverá feriados e dias que cairão em um final de semana. Assim, na hora de combinar uma data de reunião com um cliente, por exemplo, basta que o funcionário olhe para esses materiais personalizados para garantir que a data marcada é viável. 

5. Blocos de anotações

Os blocos de anotações são materiais personalizados que também servem como ferramenta para um bom planejamento diário. Para tanto, é indicado que ele fique em cima da mesa de trabalho, próximo a uma caneta. Os colaboradores podem usar o material para fazer registros de informações que precisam lembrar mais tarde ou até para fazer um resumo das atividades que têm no dia. Durante a jornada de trabalho, basta ir riscando as tarefas que já foram concluídas, e, sempre que necessário, é possível reorganizar as atividades que ainda estão pendentes em uma nova folha do bloco. Uma ideia simples, mas eficiente. 

Materiais personalizados de papelaria são excelentes ferramentas de planejamento diário e ainda contribuem para promover o engajamento dos seus colaboradores. Conheça o catálogo de produtos da Central Print: personalizamos blocos, agendas e outros materiais a partir de 20 unidades. 

7 materiais personalizados que toda empresa de sucesso tem

Existem alguns materiais personalizados, usados pelo marketing das grandes empresas de sucesso, que são essenciais para que elas se mantenham competitivas no mercado. Estes são itens utilizados na promoção da marca e no fortalecimento da identidade visual. 

As empresas que estão em crescimento podem se beneficiar aprendendo com a experiência destas marcas de sucesso. Uma das formas de fazer isso é adotando o uso desses materiais personalizados que fazem a diferença no marketing.

Para escolhê-los, as marcas consideram uma série de fatores: quem são os clientes, qual é a área de atuação do negócio e a época do ano em que será feita a distribuição são alguns exemplos.

Embora determinados materiais possam ser mais eficientes para o marketing de uma marca do que para outra, existem alguns itens que são indicados para empresas de todas as áreas. Revelamos quais são eles no post de hoje, confira: 

1. Placa de sinalização na fachada 

Os elementos que ficam na fachada da empresa representam mais uma oportunidade para divulgar o negócio. Para isso, é fundamental contar com uma placa personalizada. A logo e a marca devem estar presentes no item. As cores utilizadas, a fonte e o tamanho da letra dependem da identidade visual pré-definida pelo marketing.  

As informações que irão constar na placa também dependem do objetivo da empresa: podem-se usar apenas a marca e a logo, dados acerca da sua área de atuação e telefone de contato.  

2. Crachás

Os crachás são itens que ajudam a identificar os seus colaboradores. Já a personalização deles garante o fortalecimento da identidade visual da empresa, tanto entre o público interno quanto o externo. 

Vale lembrar que este é um dos materiais personalizados que também pode ser utilizado em feiras, eventos e exposições. 

3. Cadernos

É muito provável que os seus colaboradores precisem de cadernos durante a rotina de trabalho, para fazer anotações importantes e registros de reuniões, por exemplo. Quando personalizados, o material reforça a marca entre o público interno, o que ajuda a gerar um maior engajamento dos funcionários. 

Além disso, cadernos podem ser excelentes itens para distribuir entre potenciais clientes. Nesse caso, é importante considerar os fatores que diferenciam um bom brinde personalizado, para garantir que o item seja ideal para a ação de marketing promovida pela sua empresa. 

4. Agendas

Agendas são materiais personalizados clássicos, constantemente utilizados pelo marketing da empresa. São úteis tanto para ações internas quanto para externas, e podem ser distribuídos entre os seus colaboradores clientes e parceiros. 

Colocar a logo da marca em materiais personalizados e utilizados diariamente por quem o recebe é uma das mais eficientes estratégias de marketing. 

5. Calendários

Os calendários são úteis no dia a dia de quem trabalha em escritório. Por isso, se este é o seu público-alvo, o calendário é uma ótima escolha entre os materiais personalizados para utilizar nas suas estratégias de marketing, que têm como objetivo fortalecer o nome da empresa entre potenciais clientes. 

Também é uma boa ideia distribuir calendários entre os seus funcionários que trabalham no escritório da empresa. 

6. Uniformes

Se a sua empresa tem estabelecimentos físicos para atender os clientes presencialmente, pode ser uma boa ideia ter uniformes personalizados com as cores e a logo da marca. Isso ajuda a mostrar organização e é mais uma forma de reforçar a identidade visual da empresa. 

7. Caixas

Uma estratégia que promove a fidelização do cliente, e bastante utilizada pelas empresas de sucesso, é o envio de brindes para novos ou clientes especiais. Uma garrafa de vinho para comemorar a assinatura de um novo contrato, por exemplo, ou uma caderneta com um cartão para parabenizar pelo aniversário. Para deixar a lembrança ainda mais especial, é indicado o uso de caixas com a logo da empresa. Este é um material personalizado que agrega valor ao presente, por isso é mais um item que toda empresa de sucesso tem. 

A sua empresa já utiliza alguns desses sete materiais personalizados nas estratégias de marketing? Use o campo dos comentários para deixar a sua opinião sobre o assunto!

Você sabia que os brindes personalizados podem ajudar no aumento das vendas?

 

O que é necessário para promover um aumento das vendas de uma empresa? Aumentar a visibilidade da marca com o objetivo de atrair mais consumidores é uma das respostas, certo? Sendo assim, toda ação que seja eficiente em promover o nome do negócio – como é o caso da distribuição de brindes – pode contribuir para o aumento das vendas.

Mas não é só isso: brindes personalizados também são importantes para fidelização do cliente – mais um elemento essencial para garantir um bom número de vendas no final do mês. Saiba mais:

Quais são os fatores que contribuem para o aumento das vendas de uma empresa

Você sabe quais são os fatores que mais contribuem para que uma empresa apresente aumento das vendas? Podemos citar uma boa base de clientes, o grau de relacionamento com estes, a credibilidade da marca, a sua reputação e o atendimento oferecido ao consumidor. Para garantir todos estes fatores, um bom marketing é essencial.

É ele que atua na fidelização do cliente, por exemplo. Por meio de ações, que envolvem ferramentas como redes sociais e brindes personalizados, é possível fortalecer o relacionamento com o cliente, aumentar o seu engajamento e torná-lo não só um consumidor frequente dos seus produtos, mas, também, um promotor da sua marca – que traz conhecidos e amigos para a sua empresa.

Também é o marketing que planeja ações para aumentar a visibilidade da marca. Graças a estas ações, novos consumidores tomam conhecimento dos seus produtos, o que contribui para o aumento das vendas.

Brindes personalizados: ferramentas eficientes para o setor de marketing

Como citado, os brindes são uma das ferramentas que podem ser utilizadas pelo marketing para garantir a fidelização do cliente. Quando você envia uma agenda personalizada para a casa de um consumidor especial, junto com um cartão no início do ano, por exemplo, este cliente se sente mais próximo da sua marca. O mesmo acontece quando uma empresa distribui bloco de anotações para o público que consome os seus produtos e serviços: estas pessoas vão ter contato frequente com um item que tem a sua marca gravada. Graças a isso, vão lembrar mais da sua empresa e também se sentir mais próximas da marca.

Os brindes personalizados são ferramentas que atuam na fidelização do consumidor, e clientes fidelizados compram mais da sua marca. Portanto, brindes personalizados ajudam a aumentar as vendas.

Mas não é só isso: eles também são materiais que divulgam o seu negócio. Se você faz uma ação em frente a uma escola, por exemplo, para divulgar uma empresa de intercâmbio e distribui cadernos personalizados com a sua marca, os estudantes não só vão aceitar o material de divulgação, como também vão utilizá-lo no dia a dia. Isso traz excelentes resultados para o aumento da visibilidade da empresa, e, quanto maior ela é, maiores são as possibilidades de novas vendas.

O que os brindes personalizados devem ter para contribuir com o aumento das vendas?

É importante frisar que, assim como qualquer ação de marketing, a distribuição de brindes personalizados deve ser bem planejada para que se chegue ao resultado esperado. Para isso, é importante que o brinde:

  • Apresente as características visuais da marca: é importante que o item distribuído seja personalizado com a logo da empresa e que apresente outros elementos visuais que caracterizam a marca. Assim, além de a ação divulgar a empresa com eficiência, ela contribui para o fortalecimento da identidade visual da marca.

  • Tenha qualidade: é essencial ter atenção com a qualidade do material distribuído. Afinal, a sua marca estará gravada no item e você não quer que a sua empresa seja associada a produtos de baixa qualidade, certo?

  • Seja direcionado para o seu público-alvo: escolha um brinde interessante para o seu público-alvo. Assim, você mostra que entende os seus clientes – algo importante para a fidelização – e tem mais chances de atrair a atenção de novos consumidores para a sua marca.

Ficou com dúvidas sobre como escolher o brinde ideal para o seu negócio? Conheça sete dicas para isso.

Brindes personalizados podem impulsionar as suas vendas! Você já usa esta estratégia de marketing no seu negócio? Quais são as suas dúvidas na hora de planejar a ação? Conte pra gente pelos comentários.

 

Bloco, caderno ou caderneta personalizada: descubra quando usar esses brindes personalizados

Blocos, cadernos e cadernetas são materiais úteis, e por isso, excelentes brindes personalizados para promover uma marca. Mas quando usar cada um desses itens? 

Essa é uma dúvida bastante pertinente: escolher o item certo é um cuidado essencial para garantir que a ação de marketing traga bons resultados. 

É sobre os pontos principais que devem ser analisados na hora de fazer esta escolha que vamos falar neste post: o público-alvo da ação e o seu objetivo principal. Também vale avaliar a oportunidade em que os brindes personalizados serão entregues. Em uma feira aberta ao público, por exemplo, podem ser distribuídos mais de um material. Por isso, é importante escolher um material mais em conta para a empresa – sempre lembrando que qualidade é fundamental. 

Bloco, caneta ou caderneta: quando optar por cada um desses brindes personalizados? 

Qual é o objetivo da ação?

Comece definindo qual é a meta da empresa. Ou seja, o que ela espera conquistar com a distribuição de brindes personalizados. Esta é uma ação muito efetiva na divulgação da marca, por exemplo. Gravar o nome da empresa em materiais de qualidade e distribuí-los entre o seu público-alvo é uma excelente maneira de promover os negócios.  

Outro objetivo facilmente alcançado com a distribuição de brindes personalizados é a fidelização do cliente. Oferecer presentes úteis ao consumidor, que facilitam e têm utilidade no seu dia a dia, é uma forma de estreitar os laços da empresa com o cliente. 

Para quem a ação é direcionada?

O segundo passo é definir o público-alvo. Esta é uma ação interna, voltada para fortalecer a marca entre os colaboradores, ou externa, direcionada para o público de fora? Se for externa, os brindes personalizados serão distribuídos para clientes ou para fornecedores?  

Também é importante definir quem são essas suas duas personas: qual brinde terá utilidade para elas? Vendedores, por exemplo, costumam usar muitas canetas na sua rotina de trabalho, já funcionários de TI veem bastante utilidade em ganhar um pen drive. 

Por fim, é preciso avaliar o momento em que os brindes personalizados serão distribuídos – este também é um ponto que influencia na assertividade do item escolhido.

Bloco, caderno e caderneta: quando usar cada um desses itens

Com base nos pontos citados nos tópicos acima, é possível escolher entre bloco, caderno e caderneta com precisão. Veja em quais momentos cada um desses materiais se encaixa melhor:

Bloco

Os blocos são ótimos materiais para fazer anotações importantes. Eles também são itens que costumam sair mais em conta do que as outras duas opções, sendo uma boa escolha quando se precisa distribuir uma grande quantidade de brindes personalizados. Em uma feira, por exemplo, é válido distribuir blocos para quem for conhecer o stand da sua empresa.

Um congresso ou uma palestra é mais um exemplo de momento adequado para distribuição de blocos. Eles terão muita utilidade para os participantes, que poderão fazer registros de informações relevantes no material.  

Caderno

Um caderno também é um material de grande utilidade. Distribuir unidades com a sua marca na capa é uma excelente forma de divulgar a empresa! Os cadernos personalizados são uma boa ideia quando o seu público-alvo é formado por estudantes, por exemplo. Para eles, o item tem uma utilidade especial. 

Este também é um bom brinde para oferecer ao seu público interno, ou seja, entre os seus colaboradores. Para eles, um caderno tem diferentes utilidades: registrar pontos importantes de reuniões, fazer anotações de compromissos, organizar tarefas e colocar lembretes de informações aprendidas em capacitações são alguns exemplos. Se um caderno com as características da marca da empresa está presente em todos estes momentos, ele é eficiente em fortalecer a marca e promover o engajamento do funcionário. 

Caderneta

A caderneta é um item mais elegante do que o caderno, por isso é ideal para ser distribuído entre parceiros de negócio e clientes. Para garantir o fortalecimento da marca, é essencial personalizar o material com a logo da empresa. 

Um bom exemplo de momento em que este brinde pode ser usado é quando um novo contrato é assinado. A caderneta também pode ser enviada para a casa do parceiro ou cliente em ocasiões especiais: aniversário da empresa ou junto com uma mensagem de Natal, por exemplo.

Bloco, caderno ou caderneta? Conte com a experiência da Central Print na hora de desenvolver os seus brindes personalizados. Atendemos pedidos em grandes ou pequenas quantidades: acesse o site e saiba mais. 

O que levar em consideração na hora de escolher uma gráfica

Heidelberg_Speedmaster_SM_CD1026_LX_705252251_big

Como você escolhe os seus fornecedores? Na hora de decidir entre uma empresa ou outra, é essencial analisar alguns fatores – e o preço é apenas um deles. Afinal, conseguir um preço baixo, mas com material de pouca qualidade, com certeza não é fazer um bom negócio. É preciso procurar por: qualidade, preço justo, experiência no assunto e boas referências.

Isso vale para todos os fornecedores da empresa, inclusive para escolher uma gráfica para a qual serão encomendados os materiais de papelaria e promocionais do negócio. Quer saber que critérios devem ser analisados nesse caso? Contamos abaixo, acompanhe:

8 pontos para considerar antes de escolher uma gráfica

1. Pontualidade

É essencial que a empresa possa contar com os fornecedores escolhidos. Para isso, é preciso garantir que eles sejam pontuais. No caso de uma gráfica, isso é importante para que não aconteçam atrasos nos projetos de marketing, por exemplo, e para que não faltem materiais básicos de papelaria utilizados no dia a dia de trabalho.

Portanto, o primeiro ponto a avaliar ao escolher uma gráfica é se ela é pontual nas suas entregas.

2. Qualidade dos produtos

Outro ponto essencial para escolher uma gráfica é a qualidade dos produtos vendidos. Aqui, é preciso analisar tanto a qualidade do produto em si quanto a das impressões. Afinal, você não pode distribuir brindes personalizados com a marca borrada, por exemplo, para os seus clientes e parceiros. Isso poderia refletir de maneira negativa na imagem da empresa.

3. Especialidade da gráfica

Além da qualidade dos materiais, também é válido, ao escolher uma gráfica, analisar a experiência dela no desenvolvimento dos produtos que a sua empresa precisa. Afinal, este também é um ponto que reflete na qualidade do material. Avalie se a gráfica é especializada nos materiais que precisam ser encomendados, se ela possui bons equipamentos para criar estes materiais e se está preparada para dar dicas e apresentar soluções que otimizem os seus projetos. Ou seja, analise se a experiência da empresa pode agregar valor aos serviços contratados.

4. Referências

Se possível, para escolher uma gráfica, analise, também, como os clientes que já fizeram negócio com ela avaliam os seus serviços. Existem referências negativas na internet? Quais são elas? A empresa apresentou soluções rápidas e satisfatórias?

Uma dica é acessar o site Reclame Aqui e verificar se existem opiniões negativas sobre a empresa. Existem outras maneiras de fazer esta analise: ver com quantas estrelas os consumidores avaliam a gráfica na página oficial da gráfica no Facebook é mais um exemplo.

5. Possibilidade de personalizar os pedidos de acordo com as necessidades da empresa

Mais um ponto importante é a possibilidade de fazer pedidos de acordo com a sua demanda. Se você escolher uma gráfica que só aceita pedidos grandes, pode acabar precisando solicitar mais itens do que o necessário – o que significa desperdiçar dinheiro em materiais que ficarão estocados.

Evite situações assim: procure escolher uma gráfica que esteja pronta para atender tanto pequenas quanto grandes demandas.

6. Qualidade do site

A gráfica tem um site na internet? Como é ele? Apresenta uma relação dos produtos disponibilizados, com boas imagens e informações completas acerca do material? É possível pedir um orçamento online? Todos estes são fatores essenciais para simplificar o processo de pedidos e para otimizar o tempo dos colaboradores da empresa.

7. Atendimento

Bom atendimento é mais um fator indispensável. Esse é um ponto que você pode analisar na hora de pedir os orçamentos: com que velocidade as suas dúvidas são respondidas? A gráfica demonstra flexibilidade para atender demandas específicas e desenvolver projetos especiais? Há a possibilidade de contar com a experiência da gráfica para que sejam encontradas as melhores soluções para o desenvolvimento do projeto? Todos estes são pontos importantes, que facilitam a produção dos materiais.

8. Preço justo

Por fim, vale citar preços competitivos como um fator que deve ser considerado na hora de escolher uma gráfica. Mas lembre-se: o preço mais baixo nem sempre significa o melhor negócio. É preciso analisar a qualidade dos materiais, o atendimento, a experiência da gráfica e todos os outros fatores que foram abordados.

Quais outros critérios você leva em consideração antes de escolher uma gráfica para as demandas da sua empresa? Compartilhe nos comentários!

Identidade visual: você está aplicando bem na sua marca?

Se a propaganda é a alma do negócio, podemos ir mais longe e afirmar que a identidade visual é fundamental para uma propaganda bem feita. Poder identificar determinada empresa apenas olhando para a sua logo ou para as cores utilizadas no uniforme dos funcionários da empresa é algo que garante a força da marca no mercado. 

O McDonald’s, por exemplo, é internacionalmente conhecido pelo grande M amarelo com fundo vermelho – duas cores bastante utilizadas por empresas ligadas ao setor de alimentação. O personagem Ronald McDonald, com seu cabelo vermelho e meias listradas, também é amplamente conhecido pelo público. Todos estes elementos visuais são parte do segredo do sucesso da empresa presente em quase 120 países – e é graças a estes elementos que o restaurante de fast food pode ser facilmente reconhecido pelos consumidores, onde quer que ele esteja. 

Este fácil reconhecimento é resultado de estratégias de marketing bem implementadas e de uma identidade visual muito bem construída. Falaremos um pouco mais sobre o assunto neste artigo, confira: 

Como saber se a identidade visual está sendo bem aplicada?

Quando a identidade visual da marca está bem aplicada, é fácil reconhecer quando um produto ou serviço é parte da empresa. Quando você vai comprar um notebook em uma loja de eletrônicos, por exemplo, consegue identificar, de longe, os produtos desenvolvidos pela Apple. Basta ver a maçã mordida para saber que determinado notebook possui a qualidade dos eletrônicos produzidos pela empresa fundada por Steve Jobs. 

Assim como a Apple, todas as grandes empresas possuem uma identidade visual bem definida. Quem não conhece o W usado na logo da Volkswagen ou o tom de verde da conhecida rede de cafeterias Starbucks? Tudo isso faz com que estas sejam marcas ainda mais conhecidas no mercado, e contribui para que mais pessoas conheçam – e tenham vontade de experimentar – os seus produtos.

Quando aliada a produtos e serviços de qualidade, a identidade visual traz ainda mais benefícios para a empresa. Afinal, isso faz com que os seus clientes passem a associar a logo e as cores do seu negócio a produtos e serviços de qualidade – e isso é essencial para que o seu negócio continue crescendo. 

3 passos para fortalecer a sua identidade visual 

Se a sua empresa ainda não é reconhecida pelos elementos que fazem parte da identidade visual da marca, é muito provável que existam falhas na aplicação desta. Conheça três dicas essenciais para mudar este cenário:

1. Analisar a identidade visual – e fazer as alterações necessárias

O primeiro passo é fazer a avaliação: a identidade visual definida está de acordo com o conceito da empresa e com o público-alvo para o qual os seus produtos e serviços são destinados?

Usando o exemplo do McDonald’s: tanto o vermelho quanto o amarelo são altamente recomendados para empresas alimentícias. Ambos são cores quentes: o amarelo promove a confiança, enquanto o vermelho estimula o apetite e cria um senso de urgência. Já o palhaço, personagem oficial da rede, é usado para atrair visualmente a atenção das crianças – que formam boa parte do público do restaurante. 

Ou seja, os elementos foram pensados com base na área de atuação e no público que se deseja atrair. Isso é essencial para garantir a efetividade da estratégia.

Durante a análise da identidade visual definida para o seu negócio, responda: os elementos da sua marca já representam bem a sua empresa? Transmitem as emoções certas? Se comunicam bem com o público-alvo? 

2. Montar um manual da marca 

Para garantir que todas as ações feitas para promover a marca e que todos os produtos, uniformes e materiais estarão de acordo com os padrões visuais da empresa, é essencial criar um manual da marca que contenha todos os elementos definidos: cores, fontes, tamanhos, e imagens relacionadas, por exemplo.  

Este manual deve servir como base para a criação de novos materiais e deve ser acessível a colaboradores como designers e profissionais de marketing. 

3. Invista em elementos visuais eficientes 

Existem muitas oportunidades para reforçar a identidade visual da sua marca. O uso de uniformes é um exemplo. Além disso, brindes, com a logo e as cores da empresa, podem ser distribuídos em diferentes ocasiões – festas, feiras, congressos, matrículas e assim por diante. Também é importante apostar no uso de materiais de papelaria: caixas personalizadas para enviar materiais a clientes, canetas, blocos, agendas, calendários e cadernos com a logo da empresa fazem com que a identidade visual seja melhor aplicada. 

Quer saber mais sobre identidade visual e os seus benefícios para a marca? Acesse o post Por que a sua empresa precisa ter uma identidade visual

O que diferencia um bom brinde personalizado?

Quais critérios você leva em consideração na hora de escolher o brinde personalizado que será distribuído pela sua empresa? Acertar nos critérios utilizados é algo que potencializa as suas ações de marketing! Afinal, um bom brinde é muito mais eficiente na promoção da sua marca, pode ajudar no fortalecimento do relacionamento com o cliente e também destaca a sua empresa da concorrência. 

Você tem dúvidas na hora de escolher um brinde personalizado capaz de proporcionar todos estes benefícios para o seu negócio? Acompanhe as dicas do post que preparamos. 

Por que vale a pena investir tempo na criação de um brinde personalizado diferenciado?

A distribuição de brindes é uma estratégia utilizada há anos pelas empresas. O motivo é a eficiência da ação: você oferece algo ao seu potencial consumidor, que recebe um item para lembrar da sua marca. Há uma troca de benefícios que funciona muito bem para clientes e empresas. 

No entanto, não basta escolher qualquer objeto para oferecer como brinde. Os itens devem ser úteis para quem os recebe e devem representar a imagem que você espera que a sua empresa tenha. Também devem ser diferenciados, para que o consumidor tenha uma excelente impressão da marca. Para isso, é preciso avaliar com cuidado alguns critérios. Contamos quais são eles no próximo tópico!

Os fatores a considerar na hora de escolher o brinde

Público-alvo 

Para garantir a utilidade do brinde personalizado distribuído, é essencial pensar nas pessoas que vão recebê-los. Estas pessoas são o público-alvo da ação. Analise o perfil profissional, o que fazem no tempo livre e quais são os seus desejos expectativas. Com base nestas respostas, você terá uma melhor noção de quais são os brindes mais adequados.

Por exemplo: se o seu público-alvo é composto por pessoas adeptas a um estilo de vida fitness, que cuidam da alimentação, você não vai escolher bombons recheados para distribuir, certo? Nesse caso, são mais adequados itens como uma lancheira térmica ou um livro de receitas com ingredientes orgânicos – claro, ambos com a logo da sua empresa.

Motivo da distribuição 

Os brindes serão feitos para alguma ação específica? Qual? Quais itens podem ser melhor relacionados à ação? Estas também são perguntas que ajudam na escolha de um bom brinde. 

Se a ideia é oferecer um item personalizado para os alunos que se matriculam em uma escola de idiomas, por exemplo, cadernos são ótimas ideias. Já para promover uma festa entre universitários, um copo personalizado feito especialmente para o evento pode ser uma escolha mais adequada. 

Funcionalidade

Também é importante considerar que um bom brinde personalizado é aquele que fica em cima da mesa ou dentro da bolsa. Ou seja: ele é usado com frequência pelos seus clientes – assim, você garante que a lembrança da sua marca também seja frequente. 

Portanto, na hora de decidir pelo melhor item para distribuir, avalie as suas funcionalidades. Uma agenda, por exemplo, é usada diariamente: pode servir para anotar reuniões, datas especiais e até para fazer um diário alimentar. 

Design 

Mais um ponto que conta a favor do brinde personalizado distribuído é o seu design. Afinal, a apresentação visual diz muito sobre a sua empresa. Que tal escolher um item com design diferenciado? Um moleskine – que é um caderno de notas elegante – por exemplo, é uma ideia de brinde marcante para oferecer aos seus potenciais clientes. Outro exemplo são os pendrives, especialmente aqueles que apresentam formatos criativos: em forma de carro, se for distribuído por uma concessionária, ou em formato e com função de abridor, se for distribuído por uma cervejaria, são algumas das possibilidades. 

Por falar em design, alguns brindes ficam mais interessantes quando distribuídos dentro de uma caixa personalizada – este é um elemento que agrega valor à ação. 

Qualidade 

Todos os itens citados acima ajudam a diferenciar o brinde personalizado escolhido, mas existe um elemento que não pode faltar: a qualidade. Se a empresa distribui algo que se desfaz, desbota ou para de funcionar com facilidade, isso pode prejudicar a imagem da marca. Lembre-se que a logo do seu negócio estará nos itens distribuídos, portanto, dê prioridade para a qualidade do material. 

E você, quaos critérios usa na hora de escolher um brinde personalizado? Compartilhe a sua experiência no espaço para comentários.